Resíduos

O tempo e sua passagem é a grande questão humana, é através dele que o ser humano mede o percurso entre o nascimento e a morte. Marguerite Yourcenar em “O tempo, esse grande escultor” trata do tema na obra de Michelangelo, em uma novela belíssima, narrando o desdobramento dos múltiplos aspectos da vida.

residuos3O tempo sempre foi e é uma questão prioritária em minhas observações. A linguagem com que me comunico é a pictórica então, através dela tento traduzir minhas questões.

Em certa época comecei a prestar mais atenção a um muro que ficava de fronte a janela de meu ateliê. Fui verificando, dia a dia, as intervenções do tempo em algo tão concreto. As chuvas, o sol, o vento, desenhos e inserções feitos em sua superfície, sulcos que se abriam, musgos, novas cores, marcas. Resíduos.

residuos1

Num determinado momento, espelhando-me e agindo sobre o muro, surgiram uma série de sete telas em que fui decalcando aquela superfície e, simultaneamente organizando, compondo, como que cuidando da ação do tempo sobre mim mesma, em minha pele, ossos, cabelos, em meu corpo, e com isso percebendo como não é estanque o fluxo da vida.

Rita de Almeida
2003 / outono 2008